Avisos Importantes

TORNEIOS B.A.C. 2015 (DATAS/EVENTOS)

INFORMAMOS A TODOS ASSOCIADOS E DEMAIS PARTICIPANTES DE TORNEIOS, QUE O B.A.C. JÁ OFICIALIZOU AS DATAS PARA OS MESMOS, SENDO O DE ABERTURA DA TEMPORADA NO DIA 10/01/15 (SÁBADO). VEJAM O QUADRO COMPLETO AQUI:

http://www.amantesdocoleiro.com.br/galeria.php?cod_album=130

TAMBÉM EM NOSSA FAN PAGE:

https://www.facebook.com/...66?notif_t=like

LEMBRAMOS QUE A GTA, A LISTA SISPASS E A CARTEIRA DE SÓCIO ATUALIZADA SE FAZEM NECESSÁRIAS. TODOS JÁ SE SINTAM CONVIDADOS E É MUITO IMPORTANTE RESSALTAR QUE O SUCESSO AO FINAL DE CADA ETAPA DEPENDE DA COLABORAÇÃO, ENTENDIMENTO E EMPENHO DE TODOS. A AMIZADE DEVE SEMPRE PREVALECER........

DESDE JÁ AGRADECEMOS A TODOS.

BRUSQUE AMANTES DO COLEIRO
Leia +17/12/2014

PRÓXIMO TORNEIO DA AMIZADE (2015) - BAC - BRUSQUE SC

SRS. PASSARINHEIROS. ATENTEM PARA ESTA DATA: 15/11/2015

PAVILHÃO DA FENARRECO, PISO TÉRREO, COMO NOS BONS TEMPOS..... (SERÁ NO FERIADO DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA, UM DOMINGO)

VAMOS FAZER UM TORNEIO MAIOR E MELHOR QUE 2014, SUPERANDO A MARCA DE 600 ESTACAS. PROVIDENCIAREMOS MAIS ESTACAS, TANTAS NECESSÁRIAS FOREM.

AGENDEM TODOS ESTE EVENTO E JUNTOS FAREMOS VALER NOSSO HOBBY E PROPAGAREMOS A CULTURA DA PRESERVAÇÃO.

TORNEIO DA AMIZADE - 15/11/2015 - BAC - BRUSQUE AMANTES DO COLEIRO.
Leia +10/05/2014

Vídeo em Destaque Mais Vídeos

Últimas Notícias

População ignora a lei e mantém animais silvestres em cativeiro

Operação Saíra Militar apreende 15 aves silvestres em cativeiros ilegais.

Brusque – Na tarde desta terça-feira (9), os fiscais da Fundema fizeram a apreensão de aves silvestres que viviam em cativeiro. Ao todo 15 aves, entre coleirinhas, trinca ferros, xexéu e canários da terra, foram devolvidos à natureza. A ação chamada Saíra Militar revela o desconhecimento da população em relação às leis que tratam do assunto. Manter um animal silvestre em cativeiro sem autorização legal é crime, podendo ser punido com multa ou prisão de três meses a um ano detenção. Ação foi realizada após denúncias da população, uma importante ferramenta para o combate ao cativeiro ilegal.

Leia +09/12/2014 - Fonte: olhardovale.com.br

IN 10 - INSTRUÇÃO NORMATIVA 10 DE SETEMBRO 2011 - IBAMA

Na IN 10 estão todas as normas, para nós, passarinheiros, que batalhamos para mantermos nosso ofício de Criar e Preservar pássaros silvestres. Boa leitura a todos......

Clique no endereço abaixo:

https://servicos.ibama.go...tembro_2011.pdf
Leia +08/12/2014

EM SC, QUEM INVESTIGARÁ UMA POSSÍVEL QUADRILHA DE TRÁFICO INTERNACIONAL DE AVES?

A fiscalização do Ibama em Santa Catarina apreendeu mais de cem pássaros silvestres, que seriam destinados ao tráfico, em uma peixaria no município portuário de São Francisco do Sul/SC. A vistoria foi realizada durante a Operação Ufa/Farfante e, entre as aves apreendidas, havia 18 arapongas e 96 tié-sangue, espécie relacionada como vulnerável em lista de espécies ameaçadas do estado de Santa Catarina.
O responsável pelo cativeiro foi preso em flagrante e conduzido para a polícia judiciária. Todos os animais foram apreendidos e encaminhados para depósito no zoológico de Pomerode, onde será analisada a possibilidade de reintrodução na natureza.
No local do cativeiro, residência do autuado, foram encontrados ainda 19 pássaros, inclusive papagaio-verdadeiro, com sinais de adulteração nas anilhas. Foram apreendidos documentos e notas fiscais com irregularidades. As anilhas encontradas serão periciadas e, se confirmada sua falsificação, estará configurado nova tipologia criminosa, além do crime ambiental.
Devido ao número e variedade de aves, originadas da Mata Atlântica e de grande interesse comercial, e ainda ser o local da apreensão próximo a dois portos catarinenses responsáveis por grande fluxo de navios nacionais e estrangeiros, há indícios de esquema de tráfico internacional de animais silvestres, o que exigirá a continuidade e ampliação das investigações pelo poder público.
Ascom/Ibama/SC. (texto da matéria de divulgação do Ibama, publicada em 28 de novembro de 2014 pelo site da instituição)

E quem irá investigar?

O Ibama já passou a bola para o “poder público” – como se ele não fosse parte integrante do sistema. A repressão ao tráfico internacional de fauna não é responsabilidade de instituições federais, como o Ibama?
Quem trabalhará no caso a partir de agora? A Polícia Federal?
Faz tempo que o Ibama está tirando o corpo da fiscalização e repressão de questões ligadas à fauna silvestre – principalmente depois da Lei Complementar 140, de 2011, que praticamente passou para os Estados toda a responsabilidade na gestão dos animais silvestres.
O Ibama e a Polícia Federal deveriam atuar em casos como o de Santa Catarina visando a desarticulação completa da quadrilha – caso ela realmente exista. Descobrir quem encomenda ou distribui as aves fora do Brasil, quem as transporta e quem as fornece é fundamental para atrapalhar o trabalho desse bando, já que a legislação não impõe a eles a cadeia.
Leia +03/12/2014 - Fonte: www.faunanews.com.br

Crimes como coação e intimidiação também são denunciados contra o Ibama pelos criadores

Filhotes e ovos foram deixados para morrer nos criatórios após apreensão de aves adultas; Ibama só irá se manifestar sobre o caso quando for notificado pela Polícia Federal

Uma operação de combate ao tráfico e falsificação de registros de aves silvestres desencadeada pelo Ibama no Sul do Estado desde a última segunda-feira terminou com uma denúncia de crime ambiental contra o órgão encarregado de proteger a flora e a fauna brasileira. Os autores da denúncia são criadores de pássaros de Pelotas, que acusam os agentes de apreender as aves adultas e deixar ovos e filhotes para morrer dentro dos criatórios. O caso foi registrado na Delegacia da Polícia Federal e está sendo investigado pela equipe do delegado Rafael Mardini.

Ao parar diante da chocadeira onde seis filhotes de cardeais tentam sobreviver sem o calor e os cuidados da mãe, o bancário aposentado Antônio Carlos Barros, 58, não consegue conter o choro. "Por que eles fizeram isso? Os passarinhos não têm culpa de nada", lamenta com as mãos na cabeça. Criador registrado desde a fundação do Ibama, em 1989, Barros é tido como referência no Brasil e na América do Sul quando o assunto é cruzamento genético de cardeais. Após 18 anos de pesquisa conseguiu reproduzir em cativeiro um cardeal negro, além de cardeais dourados e pérola, mesmo assim teve mais de 70 aves apreendidas. Pelo menos 15 filhotes de várias espécies foram deixados para trás, além de dezenas de ovos. Nos outros dez criatórios da cidade, que foram alvo da operação, a situação não é diferente.

Arbitrariedades
A denúncia dos criadores, no entanto, vai além do crime ambiental. Coação, intimidação, invasão e revista de domicílios sem apresentação de mandado judicial, danos aos viveiros e até roubo de gaiolas fazem parte das queixas dos criadores. "Eles (os agentes) não fiscalizaram nada. Não olharam a documentação das aves simplesmente arrebentaram os viveiros e levaram tudo. Alguns animais até fugiram e acabaram voltando no final do dia", conta o advogado Carlos Augusto Ávila, que também é criador de pássaros.

O que diz o Ibama
No final da tarde desta qunita-feira (20) o chefe de gabinete da Superintendência do Ibama no Rio Grande do Sul, Maurício Souza disse que o órgão só irá se manifestar sobre o caso quando for notificado pela Polícia Federal. Na sexta-feira, em Rio Grande, será realizada uma entrevista coletiva para apresentar os resultados da operação da qual também participaram a Brigada Militar, Polícia Federal e Secretaria Estadual de Meio Ambiente.
Leia +21/11/2014 - Fonte: www.diariopopular.com.br

Polícia Federal faz operação contra tráfico de animais silvestres em SP

Criminosos fraudavam recolhimento da taxa que criadores são obrigados a pagar anualmente por criar ou transportar animais, lesando cofres públicos em pelo menos R$ 250 mil

Duas pessoas foram presas em flagrante, nesta segunda-feira (17/11), em uma ação conjunta da Polícia Federal (PF) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) contra o tráfico de animais silvestres, nas cidades de Guarulhos e Campinas, em São Paulo.

Na Operação Fibra, desencadeada pela manhã, são cumpridos dez mandados de busca e apreensão. De acordo com a PF, as investigações começaram, no último mês de junho, após o Ibama ter descoberto fraudes no Sistema de Cadastro de Criadores Amadoristas de Passiformes (Sispass).

Com a ajuda de um colaborador terceirizado do Ibama, os criminosos conseguiram uma senha para falsificar anilhas colocadas nas patas de pássaros, dando a essas aves a condição de uma falsa legalidade com o registro fraudulento no Sispass. A estimativa é que mais de 15 mil pássaros tenham sido “esquentados” ou tiveram o registro obtido de forma irregular. As aves apreendidas serão encaminhadas para o Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Ecológico do Tietê.

Os criminosos fraudavam o recolhimento da taxa que os criadores são obrigados a pagar anualmente por criar ou transportar animais, lesando os cofres públicos em pelo menos R$ 250 mil. Além de responder criminalmente, os envolvidos serão autuados administrativamente pelo Ibama.

Por meio de inquérito policial, são investigados os autores e os beneficiados pelas fraudes. Os envolvidos estão sujeitos às penalidades por crimes de tráfico de animais silvestres, maus-tratos, falsificação de anilhas, receptação, inserção de dados falsos em sistema de informações, corrupção ativa e passiva, crime de falsificação de selo ou sinal público, e associação criminosa.
Leia +17/11/2014 - Fonte: www.correiobraziliense.com.br

Destaques

Links Úteis

ibama cidasc fatma sispass


fanpage



44814 Visitas
Login